fbpx
0
Empreendedorismo, Gestão Empreendedora, Liderança

A gamificação no processo educacional está ganhando cada vez mais fãs nos Estados Unidos. Um exemplo disso é a escola Quest to Learn., que abriu em Nova York em 2009. Por lá, em vez de trabalhos independentes e de teste, os alunos completam missões.
O currículo é construído com base no princípio de solução de problemas reais, fazendo que os alunos não apenas acumulem novos conhecimentos, mas também compreendem imediatamente como essas novas informações serão úteis para eles no futuro.
Os professores avaliam tanto as habilidades acadêmicas das crianças quanto a capacidade de trabalhar em equipe, de pensar criticamente e defender seu ponto de vista. Graduados da escola entram com sucesso em instituições de ensino superior.
A nova abordagem para o aprendizado 
Pesquisadores da Universidade de Oregon testaram por três anos uma nova abordagem para o aprendizado com base em 13 escolas em dois estados dos EUA. Alunos de 6 a 8 anos foram convidados a usar aplicativos on-line em vez de livros tradicionais. Para uma análise mais detalhada, os participantes do teste também foram divididos em três grupos:
– aqueles para quem o inglês é uma língua estrangeira;
– aqueles que acham difícil estudar;
– todos os outros que estudaram de acordo com o esquema padrão.
Os resultados do experimento mostraram que, durante o período do estudo, a pontuação média no grupo aumentou em 5%. Por sua vez, o resultado melhorou entre 15-18% para aqueles alunos que, em vez de um livro didático, tinham um aplicativo com jogos interativos, vídeos, a capacidade de realizar experimentos e interagir ativamente com os colegas. Assim, as crianças que anteriormente “boiavam no assunto” facilmente alcançaram a pontuação média e avaliaram positivamente o experimento em que participaram.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *