fbpx
0
Habilidades do século 21

Todos nós temos a necessidade de comprar roupas, mas elas precisam ser de determinada marca? Será que o panejamento financeiro permite que a família invista nessas roupas de marca? Ademais, é extremamente importante que as famílias deixem claro para as crianças que o dinheiro vem do trabalho, de bons investimentos e de boas práticas de educação financeira. Vamos falar sobre a Diferença de Desejo X Necessidade.

Desejo X Necessidade na Prática

A psicologia explica que a compulsão por compras é um sintoma social que atinge toda a sociedade de consumo exagerado em que vivemos, além de ser também um problema individual. Afinal, a mensagem que a nossa sociedade passa é que o valor do ser humano equivale ao seu valor de compra.

Para saber se o consumo está se tornando compulsivo, os especialistas dizem que é necessário observar alguns aspectos. Primeiramente, quando observamos o ato da compra, seja por necessidade, realização de algum sonho ou satisfação de algum desejo, existe uma autorrealização plena! Porém, quando observamos a compra compulsiva, vemos que a compra não tem nenhum objetivo e é feita totalmente por impulso. Consequentemente, sentimentos de culpa e arrependimento aparecem. É como se quando a compra fosse realizada, a pessoa se sentisse completa. Mas, logo depois, o vazio volta a aparecer, o que causa um grande sofrimento emocional. Esse é um dos motivos pelos quais prezamos pelo ensino da inteligência emocional nas crianças e adolescentes.

Como Iniciar uma Conversa?

Inicie explicando de forma que a criança entenda o que é consumo e o que é consumismo. Faça-a entender que tanto o desejo quanto a necessidade influenciam as nossas compras. De antemão, pode parecer complexo. Mas, vamos lá!

Use um exemplo fácil: Quando comemos para matar a fome é uma necessidade. Mas, quando comemos aquele chocolate delicioso de sobremesa é um desejo! Se quiser utilizar termos mais técnicos (no caso das crianças mais velhas), o conceito de necessidade é “o que é absolutamente vital”. Ou seja, tem a ver com aquilo que precisamos para sobreviver. Por exemplo: Beber água e comer.

Agora vamos falar sobre desejo. Em outras palavras, ter vontade. O desejo tem mais a ver com o que nós queremos ter do que com o que nós precisamos. Ficou bem mais claro, não é?

Se Queremos Economizar, Devemos Diminuir os Desejos por um Tempo

Assim, é importante explicar que quando o objetivo é economizar para fazer aquela viagem dos sonhos é preciso diminuir os itens de desejos do orçamento mensal e da rotina. Pelo menos até conseguir equilibrar os dois gastos de forma consciente.

Certamente, ter vontade de comprar não é uma coisa ruim. Longe disso! Afinal, conforme você deseja alcançar algumas coisas, vão surgindo motivações para que sempre haja um planejamento financeiro, a fim de que tudo ocorra conforme os planos. Contudo, mesmo que esses sonhos de consumo existam, devemos ser realistas com as crianças e fazê-las entender o que deve ser prioridade em determinados momentos da vida.

Se perdermos esse senso de prioridade, nossa vida financeira pode virar uma bagunça!

E aí, o que achou do artigo “Como Ensinar a Diferença entre Desejo X Necessidade Para as Crianças”? Quer receber outros conteúdos sobre educação financeira e empreendedorismo infantil? Então, fique de olho aqui no blog da MBA Kids. Aproveite para conhecer nossos cursos. Invista agora mesmo no futuro do seu pequeno!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Seu carrinho de compras

Fechar