fbpx
0
Empreendedorismo

O empreendedorismo no Brasil acabou se tornando protagonista de uma triste realidade. De 2014 para cá, quando o país mergulhou em uma recessão profunda, uma parcela enorme de pessoas abriu uma empresa por pura falta de oportunidade de trabalho. São os chamados empreendedores por oportunidade.
Esse panorama fez que o percentual de novas empresas (com até 3,5 anos) criadas por necessidade saltasse de 29% em 2014 para 43% em 2015. O percentual se manteve praticamente estável em 2016. Os números são de um estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, o Sebrae, e contemplam negócios registrados e empreendedores informais.
De acordo com o levantamento, havia cerca de 48,2 milhões de empreendedores no país em 2016, dos quais 26,2 milhões tinham começado a empreitada há menos de 3,5 anos – 11,1 milhões deles eram por necessidade.

Empreendedorismo desde a infância

Diante deste complexo cenário, percebe-se que é cada dia mais emergente a formação em empreendedorismo. E essa formação não precisa ser curativa, para sanar quaisquer problemas futuros, para gerar oportunidades de trabalho e renda. O empreendedorismo pode ser uma competência trabalhada naturalmente, desde bem cedo.
O surgimento dessa “nova sociedade” brasileira exige (com urgência!) esse aprofundamento em determinadas atividades empreendedoras desde a idade escolar. Quanto mais cedo uma criança aprende a implementar suas ideias, transformando-as em um negócio lucrativo e próspero, maior a probabilidade de sucesso e segurança ela terá ao longo da vida.
Habilidades empreendedoras para crianças são uma necessidade causada pelas novas necessidades criadas e pelo rápido desenvolvimento da sociedade. Mas, é claro, é primordial que o trabalho de desenvolvimento do empreendedorismo na infância seja feito respeitando a idade da criança e aplicando as abordagens profissionais corretas, individuais e sistêmicas para cada fase do desenvolvimento!

Como estabelecer as bases para o profissional de sucesso futuro desde a infância?

As crianças têm diversas características, capacidades e habilidades que devem ser respeitadas e desenvolvidas no tempo certo! Mas, como estabelecer as bases para o profissional de sucesso futuro desde a infância?
A regra principal: em hipótese alguma force a criança a ser ou a fazer o que VOCÊ sonha para ela! É impossível “forçar” ser um empreendedor. Mas, é muito possível ensinar o desenvolvimento correto e harmonioso de uma personalidade de acordo com a idade e características da criança.
A curiosidade é uma das características mais marcantes, que desenvolve na criança um desejo de aprender coisas novas, de pesquisar, ser pioneiro, absorver novas ideias. Uma mente inquisitiva está aberta ao autodesenvolvimento. Essa criança, muito provavelmente, terá sucesso acadêmico e terá um hobby.
Desenvolver a criatividade. Essa é uma abordagem criativa que permite se analisar a solução de problemas de um ângulo diferente. Uma pessoa criativa vive fora da estrutura padrão, olha para o mundo mais amplamente, está aberta a novas ideias e é capaz de pensar não de acordo com um modelo. Esta é uma qualidade indispensável para uma startup de sucesso, por exemplo.
O otimismo. Ah, os otimistas! Eles têm uma vantagem social importante e valiosa. Para tornar o mundo melhor, essas pessoas precisam ver nele o bem e a luz, e não suas limitações, o sofrimento e outros aspectos negativas. É importante que a criança veja em casa exemplos positivos.
A experiência consiste basicamente em erros e acertos, altos e baixos. Mas, uma regra é importantíssima, e a criança deve aprender o quanto antes: o principal é não se concentrar na “queda”, mas saber como lidar com as dificuldades sem desistir.
Responsabilidade é a qualidade mais importante de um líder. A capacidade de assumir responsabilidade por si e pelos outros que dependem de você fortalece a fé em sua força, confiança e lealdade aos objetivos.
É por isso, que, desde a infância, no MBA Kids a criança percebe que as realizações por si mesmas não surgem do nada. Os adultos precisam provar a importância da diligência com seu exemplo pessoal, dar instruções importantes à criança e incentivar adequadamente seu desempenho de qualidade.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *